quarta-feira, 13 de dezembro de 2006

VOCÊ TEM FOME DE QUÊ? (Parte II)
Bom conforme prometido segue aqui mais uma tentativa do trecho do referido título...
...Telmo finalmente chega ao trabalho, com quinze minutos de atraso (07:15hs), não cumprimentou sua secretária nem os demais colegas de trabalho, pelo contrário, foi esbravejando até chegar a sua sala e encontrar uma pilha de relatórios, era fim de mês e ele precisava analisar algumas tendências da empresa onde trabalhava. Sua vontade era queimar aquele amontoado de papel, e mandar todos para aquele lugar, no entanto, pegou seu analgésico diário, tentou relaxar (impossível, já chegara de mau-humor) e pôs a desempenhar seu ofício...
... Nessa mesma manhã de sol forte e alto, José Ignácio batia de casa em casa, de porta em porta, a procura de algum serviço de jardinagem ou geral, em troca de alguns trocados, escolheu um bairro nobre dessa vez, na esperança de encontrar uma classe que, se não fosse generosa, ajudaria por pena, bateu à porta de diversas casas e mansões, no entanto, tudo que conseguiu ouvir foram alguns nãos e até, em alguns casos, xingamentos diversos, quando é claro ele conseguia contato direto, em outras vezes os cachorros e dispositivos eletrônicos se dispunham a "transmitir" a frieza de seus donos...
... No trabalho de Telmo, todos conseguiam sentir a tensão e mau-humor dissipados por ele, no entanto por educação ou inferioridade hierárquica sempre se colocavam a disposição para resolver qualquer problema ou préstimo desejado. Não que estivessem puxando o saco, apenas sentiram que aquele dia não era propício para uma indisposição...
... Os olhos de Ignácio ardiam com a radiação emanada pelo sol, sentia sede, fome, cansaço, conseguiu alguns goles de água, de uma diarista que lavava o chão de uma calçada próxima, com muito custo sentou-se à sombra de uma árvore e começou a refletir sobre suas investidas até aquele momento, aquele seria um dia difícil, de cão como costumam dizer os ricos, sua cabeça latejava devido ao excesso de sol na cabeça, porém, lembrou-se de seu adorado filho "Caio", imaginou-o chorando de fome e angústia, imaginou-se chegando ao fim do dia com algum alimento para promover o que seria a única refeição do dia de sua família, quem sabe não acha-se um brinquedo perdido pela rua, tomou fôlego, beijou seu santinho (era devoto de Padre Cícero, ou "padinho ciço") ergueu a cabeça (afinal, não estava roubando, estava dignamente procurando seu sustento) e se foi rua abaixo...
To be continued...

12 Comentários:

Às 4:14 PM , Anonymous Anônimo disse...

Deco, fui ler a primeira parte e constatei que esse post em questão, está duplicado.
Ultimamente com o resultado do ultimo relatório emitido pela ONU ficamos sabendo dos dados atualizados da fome no mundo, das diferenças sociais, etc.
No meu conceito, eu não tenho que contribuir pra África. Faz isso as grandes organizações. Eu contribuo ajudando as pessoas que indiretamente participam da minha vida. Faço a minha parte conforme o meu orçamento permite.
Boa semana! Beijus

 
Às 10:51 PM , Blogger hdsbhsdbfiha disse...

Não podemos fingir que não existe...

Podemos fazer muitas coisas, mas essas nações que enriquecem cada dia mais é que podem realmente agir de forma consideravel...esse crescimento que me assusta

ate quando a impunidade

 
Às 11:09 PM , Anonymous Bruna disse...

Oi Deco,

Assino o comentário com a Luma.

Quantos anos vc. tem? desculpe a indiscrição. rs

Beijos

 
Às 9:29 AM , Blogger Jéssica disse...

Não concordo com as duas colegas, a gente tem q ajudar aqui e ali. Eu ajudo gente na Guine-Bissau, no Chile e aqui de pertinho de mim no Pará, e não me arrependo. Concordo sim, q tem q ser de acordo com as possibilidades de cada um. Ótimos textos... Beijo e bom dia*.*

 
Às 10:16 AM , Anonymous Bruna disse...

Preciso te conhecer pra descobrir os dois lados :)

Segura que aqui vem mais...

l) vc. gosta de poesia?

e

2) que número de camisa vc. usa?

hehe, com as melhores intenções hein!

Bjos

 
Às 10:20 AM , Blogger Mel disse...

Posts que chocam... e nos despertam para uma realidade sofrida.

 
Às 11:01 AM , Blogger Raysla Camelo disse...

Adoooooro ler isso aqui.
Realmente Simples e Didático.
:P

Gosto também dos seus comentários no Vibrador... você escreve muito e isso é tão bom...

Cadê você "on", hein?

 
Às 11:35 AM , Anonymous Bruna disse...

Fiz as mesmas perguntas pra 6 blogueiros, aqueles que achei o blog interessante.

O amigo secreto é só UM (1) ...como vê, é uma possibilidade, não uma certeza!! :)Posso ser, como posso não ser, that's the question!

Bjos

 
Às 1:51 PM , Blogger Jana disse...

Eu não sei se aguento ler a serie toda, as fotos os dizeres estão me causando um nó...

Beijos

 
Às 3:13 PM , Blogger Aju disse...

Cara muito bom o texto.

Sabe qual é o principal problema da humanidade? A humanidade está em crise com ela mesmo, as pessoas esqueceram dos valores de amor, respeito, etica, temperança e demais, voltam-se ao que pensadores antigos diziam, ``o ser humano é egoista por natureza´´

Outra anedota ``Todos vão em protesto as ruas pedindo o fim da fome mundial sem oferecer nada em troca´´

[]´s

 
Às 3:21 PM , Anonymous Márcia(clarinha) disse...

História da vida real.
Triste por sinal como triste são os que se isolam dentro de si sem prestar atenção na fome do mundo, façamos um pouco para muitos, assim diminuimos a dor do coração.
As imagens me chocam, já disse isso né?
lindo dia,querido
beijosssssssss

 
Às 10:18 AM , Anonymous  disse...

Chocante esse post é mais a realidade.Fiquei engasgada qdo li todo o texto.

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial